Weby shortcut
Data
Youtubeplay

OFICINAS

Atualizado em 28/09/17 17:03.

LOCAL DAS OFICINAS

OF1:  CENTRO DE AULAS B SALA 105

OF2: CENTRO DE AULAS C SALA 105

OF3:  NÚCLEO TAKINAHARY - OCA

OF4: NÚCLEO TAKINAHARY – OCA 

OF5:  NÚCLEO TAKINAHARY – OCA OU IESA

OF6: CENTRO DE AULAS C SALA 105

OF7: CENTRO DE AULAS A SALA 106

OF8: AUDITÓRIO DO IME

 

 

OFICINA 1 - Prof. Dr. Luciano Feliciano de Lima - UEG/Goiás

Título: Utilizando o recurso *animar* do Software GeoGebra para o ensino de funções

Resumo: 

Com a oficina visa-se refletir sobre a utilização do recurso *animar* do software GeoGebra para dar movimento a pontos e gráficos de funções como, por exemplo, função: polinomial do primeiro e segundo graus; função exponencial; função logarítmica; função trigonométrica dentre outras. Entende-se que por meio do recurso *animar* os participantes podem utilizar funções para representar uma imagem como a de um homem sorrindo e acenando. Fazer relações desse tipo contribuem com uma compreensão sobre o comportamento de gráficos de funções à medida em que se alteram seus coeficientes. Produzir gráficos e representações de cenas cotidianas por meio de um programa matemático pode: favorecer reflexões sobre a importância de outras formas de representações da matemática para além do lápis e papel; possibilitar um envolvimento em tarefas de exploração e investigação. Esse processo pode tornar a experiência com a matemática mais dinâmica, ou seja, com mais oportunidades para planejar a tarefa a ser executada, pensando por conta própria, escolhendo os caminhos a serem seguidos, implementando ações e defendendo suas escolhas por meio de argumentações matemáticas. Nesse sentido, o trabalho com o computador compartilhamentos com outras pessoas viabilizando uma produção coletiva do conhecimento. Espera-se, com esta oficina, estimular a reflexão sobre o fazer matemática em um contexto que valoriza a atribuição de significados ao objeto de estudo.

 

Palavras-chave: Educação Matemática; Abordagem Dialógica e Investigativa; Funções; Software GeoGebra.

 

 

OFICINA 2 - Graduandos Gustavo Silva Salazar e Rafael Azevedo Braz

Título: O uso do SCRATCH como ferramenta de ensino

Resumo: 

 

 

OFICINA 3 - Graduandos Douglas Moreira da Silva, Pollyana Ferreira de Souza, Euler Jose de Assis Garcia e Prof.ª Dr.ª Elisabeth Cristina de Faria - UFG

Título: Mancala, uma família de jogos e saberes

Resumo:  

 

 

OFICINA 4 - Graduando Victor Queiroz Santana Bernardes e Prof.ª Dr.ª Karly Barbosa Alvarenga - UFG

Título: A importância da Educação Financeira no Ensino Básico

Resumo: 

 

 

OFICINA 5 - Prof. Dr. Marcos Nascimento Magalhães - USP

Título: Atividades em Estatística

Objetivo: Discutir o uso de atividades no ensino-aprendizagem de Estatística para o Ensino Médio.

Conteúdo: Estatística na escola e na sociedade. Atividades em Estatística: sala de aula, miniaplicativos, planilhas, proposta de projetos e filmes e vídeos. Portais de interesse. Referências.

Duração: 3 horas 

Público Alvo: Alunos de licenciaturas e professores do ensino médio (preferencialmente). 

 

 

OFICINA 6 - Graduanda Ângela Alves Lara

Título: Técnicas estatísticas aplicadas em um estudo de caso

Objetivo: Trabalhar o passo a passo de um projeto dentro da Status Jr., desde o primeiro contato do cliente até a entrega do trabalho final, objetivando a interação dos alunos para com o palestrante. O trabalho principal a ser apresentado tem por tema: Avaliação do diâmetro de troncos de ingazeiros com o uso de fertilizantes.

Metodologia: Utilizar-se-á da constante interação dos alunos para que o objetivo seja atendido. Além da interação, faz-se necessário que os ouvintes saibam o básico de estatística computacional, pois algumas técnicas de tal matéria serão usadas para o êxito da oficina.  

 

 

 

OFICINA 7 - Graduando Willian Caetano

Título: Bolsa de Valores: Introdução à Análise Técnica

Resumo: 

Todos os anos, muitas pessoas entram no mundo dos investimentos. Quer seja na compra de ações e outros atrativos transacionais quer seja na Bolsa, nos mercados cambiais, etc. Contudo, a grande maioria delas ignora por completo a extrema importância de se saber analisar o ativo ou investimento de interesse, seja por gráfico ou por balanços emitidos pelas empresas. Esta oficina visa apresentar as diferentes formas de análise (técnica e fundamentalista) com foco principal na analise técnica. Será apresentado como analisar gráficos e seus indicadores mais utilizados. Aprenderá também o que é tendência, e porque é tão importante, bem como criar e interpretar linhas de tendência, suportes e resistências, entre vários outros aspectos essenciais.

Bem vindos ao mundo da Análise Técnica, e que esta oficina sirva para proporcionar os conhecimentos iniciais para conseguir negócios de sucesso e que sirva de primeiro passo para ampliar ainda mais o interesse e, principalmente, o conhecimento sobre o Mercado de Capitais.

 

 

OFICINA 8 - Prof. Dr. Valdivino Vargas Júnior

Título: Conceitos de probabilidade e aplicações em modelos de urnas e loterias

Resumo: 

A primeira definição elaborada de probabilidade formaliza o conceito de probabilidade como a relação entre o número de casos favoráveis ao evento e o número total de casos possíveis, supondo todos os casos igualmente possíveis.  A definição frequentista nos conduz a ideia intuitiva de que a frequência relativa de ocorrência de um evento A, considerando um número crescente de observações tende a se estabilizar próxima de algum valor definido. Podemos então aproximar a probabilidade do  evento A tendo algum cuidado na repetição do experimento em questão. De fato, é preciso garantir que o experimento possa ser repetido em condições idênticas (reprodutibilidade). Nesse caso, a Lei dos Grandes Números garante a regularidade estatística no sentido em que à medida que o número de repetições cresce a frequência relativa tenderá a variar cada vez menos. Usaremos estes dois conceitos para estudar experimentos com urnas e loterias.

 

 

Listar Todas Voltar